Agora, este é o portal oficial da Prefeitura. Se não encontrar o que precisa, acesse o site antigo.

Alexandre Lopes é empossado prefeito de Campo Verde e anuncia parte do secretariado

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook

Sob a presidência da vereadora Socorro dos Santos Souza, a Câmara de Vereadores de Campo verde empossou nesta sexta-feira (1), o prefeito Alexandre Lopes de Oliveira, (PDT), a vice-prefeita Edna Queiros da Silva (PDT) e os vereadores eleitos para a Legislatura 2021/2024.

A Sessão Solene, que foi transmitida ao vivo pela Internet devido à pandemia do novo corona vírus teve público restrito, limitado apenas aos familiares dos vereadores, do prefeito e da vice-prefeita.

O prefeito Alexandre Lopes (centro), o ex-prefeito Fábio Schroter e a vice-prefeita Edna Queiros da Silva

Ao discursar, Alexandre, que assumiu o cargo no lugar do ex-prefeito Fábio Schroeter (DEM), que administrou Campo Verde por dois mandatos consecutivos, lembrou das dificuldades da campanha, quando iniciou com 0,2% das intensões de votos, e agradeceu o apoio recebido durante sua caminhada rumo ao Paço Município Prefeito Onescimo Prati.

Em relação ao mandato que se inicia, Alexandre disse que sua expectativa é boa e que pretende trabalhar de forma a atender as prioridades da população. “Agora é o momento de traduzirmos tudo aquilo que nós idealizamos, tudo aquilo que nós programamos e planejamos em realidade”, disse ele. “Faremos aquilo que for necessário diante do serviço público para que as coisas idealizadas sejam realmente concretizadas, porque é o anseio da população”, completou.

Expectativa e prioridades – De acordo com o novo prefeito, em razão do cenário financeiro favorável da Administração Municipal, que encerrou o ano de 2020 com um saldo positivo R$ 15 milhões de recursos que podem ser utilizados livremente, não haverá dificuldades para que as ações programadas para os primeiros meses de mandato possam ser implementadas.

O prefeito Alexandre Lopes e a vice-prefeita Edna Queiros da Silva

“A gente percebeu durante a transição que existe um superávit e isso certamente vai ajudar o Governo logo nesse início a fazer com que aquilo que nós planejamos possa ser executado. Logicamente que nós não vamos ter isso como suficiência de saldo. Nós iremos fazer toda a contenção e ir atrás daquilo que for necessário para que as coisas sejam concluídas conforme programamos”, disse. “Nós temos o privilégio de Campo Verde nos oferecer um cenário como esse”, completou.

O prefeito adiantou que a Saúde e a Educação serão setores que receberão atenção especial no início do mandato. “A Saúde não para e a Educação logo, logo começa o ano letivo, dependendo daquilo que desenrolar da pandemia. Então nesse primeiro mês nós queremos realmente ajustar isso para que a gente possa fazer aquilo que realmente deve ser feito de maneira muito assertiva”, frisou.

Secretariado – Após o encerramento da Sessão Solene, o prefeito Alexandre Lopes apresentou parte do seu secretário. O gestor explicou que os critérios para a escolha dos nomes foram balizados na capacidade técnica e também no perfil pessoal dos nomeados.

“A gente sempre tem trazido para o debate esse pacote técnico, só que como eu falei, o secretário, além do conhecimento técnico, tem sim que entender de gente, conseguir fazer a distinção das prioridades, ter senso de urgência, senso de necessidade, senso de poder fazer com que as coisas – muitas vezes tecnicamente dificultadas, sejam feitas por empenho. Foram esses os requisitos ou pré-requisitos que nós utilizamos para fazer a escolha do nosso secretariado”, frisou.

O staff do prefeito Alexandre ficou composto da seguinte forma: Claudilei Pereira Borges Administração; Simoni Pereira Borges, Educação; Assistência Social, Rosilei Pereira Borges de Oliveira; Ronan Freire, Finanças; Valmir José Rohenkohl, Fazenda; Izaurides Késia da Costa Massari Siqueira, Esporte, Lazer e Cultura; Fabiano da Costa Teruel, Obras e Viação; Luiz Artur Zimmermann Antônio, Saúde e Saneamento. Viviane Bernardino comandará a recém criada pasta de Segurança Pública.

Os nomes dos secretários de Indústria, Comércio e Turismo; Planejamento, Agricultura e Meio Ambiente, e Habitação, de acordo com o prefeito, devem ser anunciados nos próximos dias.

Dever cumprido – Depois de comandar o Executivo Municipal de Campo Verde por oito anos, o prefeito Fábio Schroeter afirmou que deixa o cargo com o sentimento de ter cumprido o dever que lhe foi confiado pela população em 2012 e 2016.

“Eu estou muito feliz, com a sensação de dever cumprido e que – com certeza não conseguimos fazer tudo – mas demos o nosso melhor para tentar atender os anseios da nossa população. Acredito que conseguimos em parte entregar uma cidade melhor, uma cidade que cresceu muito e que mesmo assim o serviço público melhorou em vários aspectos. Então eu só tenho que agradecer a todos:  população, a Deus, a minha família”, disse o ex-prefeito.

Fábio parabenizou e desejou boa sorte à nova Administração e demostrou confiança no trabalho que será desenvolvido. “Quero parabenizar e desejar para a nova gestão do prefeito Alexandre Lopes, da vice-prefeita Edna, e a todos os vereadores e, em especial ao secretariado, muita sorte, mas principalmente muito sucesso. Com certeza muito trabalho vai ter, sem trabalho as coisas não acontecem. Nosso desejo é que essa gestão nova seja muito melhor que a anterior, de verdade”.

Vice atuante – De acordo com a vice-prefeita Edna Queiros da Silva, ele pretende trabalhar ativamente ao lado do prefeito Alexandre Lopes e enfatizou que a nova gestão será de muita intensidade, trabalho e comprometimento. Ela também salientou a importância do período de campanha, que permitiu identificar os anseios da população.

“E são muitos os anseios. Eu vou dizer pra vocês que essa escolha Alexandre e Edna, aumenta ainda mais nossa responsabilidade. Estamos saindo daqui cientes que o nosso compromisso é, de fato, com a população”, disse ela.

Edna, que foi lançada candidata a vice já com a campanha em andamento, disse que não pretende ser apenas mais um cargo na Administração Municipal, mas que vai atuar lado a lado com o prefeito Alexandre Lopes. “Quem me conhece já sabe que jamais nós seríamos [sic] um vice não atuante”, ressaltou.

“Vocês podem ter certeza que nós seremos [sic] um vice atuante sim, porque a ideia é a gente ser um braço do Alexandre lá fora. É a gente ir a campo, a gente entender as necessidades e quebrar esse paradigma de que o vice é só segunda opção. Eu entendo a minha condição e entendo o que foi proposto. E o que foi proposto para a população é um vice atuante, é um vice que faz uma linha de frente”, disse.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook